A execução de uma obra passa por muitas etapas e, em cada uma delas temos momentos decisivos. Podemos dizer que a etapa que mais “brilha os olhos” é a fase das escolhas de acabamentos, que envolve os revestimentos de piso, de parede, metais, louças, luminárias, cores e muitos outros detalhes que irão compor o sonho, seja ele uma residência (nova ou reforma) ou ainda sua empresa.

Hoje vamos falar um pouco sobre o fantástico mundo dos revestimentos de piso e suas peculiaridades.
O revestimento de piso como o próprio nome já diz, são instalados no piso dos ambientes e fornece acabamento para a base que chamamos de contra piso.

CONTRA PISO

Ele tem como objetivo primordial fornecer conforto e segurança aos usuários, além de agregar valor estético.
No momento da escolha dos revestimentos ou mesmo no início de um projeto, quando a imaginação já pensa em muitos detalhes e composições, surgem dúvidas e diversas possibilidades: “Como devo escolher?”, “O que levar em conta?” “Quais acabamentos existem?”, etc.

parquet-0_0

O mundo dos acabamentos é realmente grande e comporta muitos estilos, o importante é você saber e entender o que foi proposto no seu projeto arquitetônico (estilos e combinações) e, claro, o que você gosta.
Junto disso, leve em consideração para qual ambiente você está escolhendo e como será o uso de cada um desses ambientes, para que além da qualidade estética você tenha segurança no uso, conforto e claro, durabilidade. Não se esqueça, avalie se o ambiente contará com trafego intenso de pessoas ou veículos ou se estará sujeito a umidade/água.

PORCELANATO-NATURAL_REVESTIMENTO

Além do piso, preciso me preocupar com algum outro detalhe? Sim!
Muitas vezes esquecido, o rodapé fará o acabamento final sobre a instalação do revestimento de piso com a parede. A escolha deste material precisa conversar com o que está sendo proposto para o piso e pode ser de madeira, cerâmica, porcelanato, MDF, PVC, mármore, granito ou o material que melhor se encaixar com a proposta de projeto.

Agora que você sabe o que levar em consideração no momento da escolha dos revestimentos de piso, vamos listar algumas possibilidades:
Cerâmica;
Porcelanato;
Laminado;
Vinílico;
Madeira;
Ladrilhos hidráulicos;
Cimentado/Cimento queimado;
Piso monolítico de resina (conhecido por porcelanato líquido);
Pedras;
Marmóres/Granitos;

São muitas opções e, ainda é possível encontrar outras tantas. As que listamos acima, são as mais utilizadas e que consequentemente, encontra-se mais modelos (estampas, cores, tamanhos) e tipos de acabamentos, além da mão de obra para instalação.

Outro fator muito importante e que fará toda a diferença para seu ambiente, é o tipo de acabamento que você procura, especialmente falando de cerâmicas e  porcelanatos. Mais um item para escolher? Sim!
Lembre-se: primeiro você escolhe qual revestimento irá usar e depois, qual acabamento.

Para os pisos cerâmicos/porcelanatos, é possível encontrar diversos acabamentos, sendo eles:

Polido: os porcelanatos polidos possuem uma superfície mais lisa, brilhosa e, normalmente, mais escorregadia. Indicado para áreas secas da edificação.

Acetinado: pisos acetinados possuem um brilho mais discreto, com uma aparência acetinada.

Esmaltado: o porcelanato recebe uma camada de esmalte por cima da massa, o que permite diversas opções de desenhos (estampas). Ele pode ter acabamento liso, áspero, matte ou brilhante e a indicação para seu uso é obtida através do PEI.
PEI é a resistência do esmalte do porcelanato e só serve para esta tipologia. Essa resistência é medida de 0 a 5, considerando que 0 é menos resistente e 5 é mais.

Struturato:
os pisos com esse acabamento, contam com uma superfície levemente abrasiva, o que faz dela menos escorregadia. Indicado para áreas externas ou úmidas.

EXT: assim como o piso struturato, os porcelanatos EXT possuem superfície abrasiva, com efeito antiderrapante e é indicado para áreas externas e/ou úmidas.

Natural
: o porcelanato natural conta com acabamento matte, o que o torna mais resistente e pouco escorregadio.

Independente da opção de revestimento escolhida, lembre-se que cada material exige cuidados específicos para a manutenção e limpeza, o que garantirá a durabilidade e aparência das peças. E claro, leve em consideração o dia a dia da sua família/empresa e sugue o máximo de informações que puder do responsável técnico contratado.

Mãos à obra!

Escrito por: 
pollyPolyana S. M. Weber

2 comentários em “Como escolher os acabamentos para sua obra?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s